Pedro Tagliani nasceu em 1961 no sul do Brasil e em 1978 e frequentou a escola de música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, aprofundando seus conhecimentos na Escola do Guitarrista Gaúcho, onde mais tarde foi professor. Na década de 80, Pedro participou como guitarrista e compositor do grupo “Raíz de Pedra”. Com este grupo obteve seus primeiros sucessos como músico profissional no âmbito sul-americano. Deste trabalho em conjunto, foram gravados quatro álbuns instrumentais: "Trajetória, Raíz de Pedra ao vivo, Diário de Bordo e Pictures", o último pela gravadora alemã Enja Records (1996), contou com a participção do pianista Egberto Gismonti.
Desde 1993, Pedro Tagliani vive na Europa (Viena e Munique). Durante este tempo ele participou de inúmeros projetos como guitarrista e arranjador, mostrando seu trabalho no Brasil e vários países europeus.
Em 1998, ele começou sua carreira solo com o lançamento do CD Arvoredo, gravado e produzido em Viena com o renomado saxofonista austríaco Thomas Kugi. Assim, mais uma vez buscando novos desafios, Pedro concentrou seu trabalho em composições para guitarra e saxofone. Utilizando loops e sonoridades peculiares com a Guitarra FRAME demonstrou posteriormente em tours sua nova concepção de shows para esta formação. Após esta fase, Pedro vem desenvolvendo seu virtuoso estilo próprio, especialmente utilizando o violão de 7cordas.
Pedro Tagliani atua como compositor violonista/guitarrista e arranjador. Em 2001, sua composição (Mero Acaso) foi apresentada ao vivo na abertura do Festival de Cinema de Munique. Por suas composições, ele foi selecionado junto com outros artistas de todo o Brasil, para participar do projeto Itaú Cultural 2004/2005 sendo as mesmas publicadas em um CD/DVD Rumos-Brasil da Música.
Nos últimos anos, suas atividades são complementadas com participações como compositor e instrumentista em vários CDs tais como: “Sketches of Rio" de El Salamouny (Acoustic Music/ 2006); "Beira" de Zona Sul (2006); “My Garden” de Yvone Sanchez, 2008; “Abaut Time” de Florian Sagner X-Tett, 2009; Sophie Wegner, 2010 e como Band Member em: Hotel Bossa Nova, Sandra Pires, Dusko Goykovich, Wolfgang Lackerschmid e Céline Rudolph. Pedro Tagliani é um convidado bem-vindo em festivais de guitarra muito prestigiados, tais como: Saitensprünge-Bad Aibling; Theatron MusikSommer und Munich Summer Jazz Week (Alemanha);”Les Automnales de Ballainvilliers”(França) e também na Espanha, Suiça, Austria, República Tcheca, Sérvia, Lituânia e Polônia.
Em 2009, Pedro gravou o CD Duo Dois com o destacado pianista alemão Christian Gall, o qual obteve un excelente retorno dos apreciadores da música instrumental e da crítica especializada. Além de suas habilidades como instrumentistas e compositores, Tagliani e Gall apresentam suas obras próprias e alguns clássicos brasileiros.
Em seu mais recente álbum, Ao Vento, Pedro Tagliani apresenta principalmente composições próprias com raízes na música brasileira e elementos do jazz universal unindo-os de uma forma harmônica e criativa, destacando-de assim este seu estilo peculiar, reconhecido mais uma vez pela crítica especializada como “uma obra de arte de guitarra contemporânea da America Latina” (Acustic Music/2010).
 
biographie
 
 
 
 
 
 
 
 
Tagliani Pedro
DeutschBiographie.htmlBiographie.htmlshapeimage_5_link_0
English